" /> Tratamentos | CLDO
RESULTADOS DE EXAMES
 

Tratamentos

 

Os tratamentos do CLDO e CCO contam com uma infraestrutura de alto padrão, que garante a segurança e o conforto que nossos pacientes merecem.

 

1

Capsulotomia ou Yag laser

Exame realizado com YAG laser, recomendado para tratamento de opacidade capsular no pós-cirúrgico de catarata.

Em alguns casos a cirurgia de catarata pode evoluir para uma opacidade em uma região do olho chamada de cápsula posterior, na qual a lente intraocular está apoiada. Essa opacidade evolui com piora na visão após a cirurgia, chamada por alguns de “segunda catarata”, pois a visão volta a ficar turva. O processo de aplicação do laser elimina essa opacidade, restabelecendo a visão.

Usuários de lente de contato devem interromper uso no dia do exame.

O paciente deve comparecer com acompanhante, devido à dilatação da pupila.

2

Cross Link

O Cross Link tem como objetivo retardar ou estabilizar a progressão do ceratocone.

É um procedimento com baixo índice de complicações, podendo ser indicado para pacientes com ceratocone progressivo e ectasia progressiva pós-cirurgia refrativa.

3

Exercício de Ortóptica

Também são realizados testes sensoriais da visão binocular (uso simultâneo dos olhos) e suas funções, como, por exemplo, a percepção simultânea das imagens, a visão estereoscópica (visão em terceira dimensão), e a análise da força muscular de fixação. Os exercícios ortópticos são como uma fisioterapia ocular

4

Fotocoagulação a laser

Consiste na aplicação de laser em áreas da retina e/ou vasos da retina com a destruição de vasos anômalos e ou áreas isquêmicas, os quais são mais frequentes nos pacientes diabéticos e com hipertensão arterial. A fotocoagulação visa a destruição dos vasos anômalos, pois os mesmos podem causar hemorragias que comprometem a visão.

Pode também ser utilizado em tratamento de lesões diversas mais freqüentes nos míopes altos, para prevenção de descolamentos ou roturas retinianas.

1

Fotocoagulação com Scan Laser Amarelo

O Scan Laser Amarelo (micro pulsos) é utilizado em patologias que afetam a região central da retina a mácula.

Nelas, o tratamento de fotocoagulação a laser convencional não pode ser usado, pois deixaria cicatriz na retina e perda da visão permanente. O laser micro pulsado abrange uma área maior com potência menor, minimizando riscos.

O Laser age pelo princípio de estimulação de uma camada fina na retina, o epitélio pigmentado da retina, que portanto induzirá absorção de líquidos que estão causando diminuição da visão.

2

Fototrabeculoplastia

A trabeculoplastia a laser é uma tratamento não invasivo de redução da Pressão intraocular (PIO). O laser aumenta a drenagem do humor aquoso, reduzindo a pressão. Geralmente é realizado no tratamento do glaucoma de ângulo aberto.

Tem como efeitos colaterais a inflamação da câmara anterior do olho, e não pode ser realizado mais do que uma vez.

Não necessita dilatação; Necessita de acompanhante.

3

Iridectomia – Laser

A iridectomia a laser trata-se da remoção de parte da íris. Em casos de glaucoma agudo, os pacientes sofrem com elevação súbita da pressão ocular devido ao fechamento da região responsável pela drenagem do líquido que compõe o olho.

Isso geralmente causa dor ocular e embaçamento visual.

Atualmente, com a disponibilidade do laser, consegue-se realizar o devido tratamento sem necessidade de cirurgia.

4

Tratamento com Antiangiogênico

Entre as principais doenças ligadas a baixa da acuidade visual estão:

    Degeneração macular relacionada a idade na forma úmida (DMRI);

    Oclusão venosa;

    Edema macular diabético.

Na atualidade, os tratamentos mais eficazes utilizam os antiangiogênicos. Podem ser breves, com poucas aplicações, revertendo o quadro, ou com aplicações contínuas, visando o não agravamento e estacionamento do quadro. As aplicações geralmente são realizadas a cada 30 dias, tendo como parâmetro a comparação entre os exames de OCT pré e pós aplicação.